22 setembro 2010

Aos meus Amigos. Aqueles que sabem que o são.



Em todas as fases da minha vida pude contar com, pelo menos, um. 


Peço, meu Pai, que proteja os meus amigos. Que, nesta linda jornada, consigamos conviver em harmonia. Que, neste grandioso espetáculo, possamos subir juntos ao palco. Sem protagonismo.

Obrigada, meu Pai, pelo dom de viver e de conviver. Obrigada pelo dom de sentir e de manifestar o meu sentimento. Obrigado pela capacidade de amar, que é abundante e é sem-fim.

E a ti, meu Amigo agradeço a tua energia, o teu sorriso, o teu abraço, a tua luz. E agradeço quando discordas comigo. E quando te zangas. E quando me ignoras por instantes. Assim me mostras que me fazes falta.

Tu és a prova real da nossa Amizade.

Obrigada por existires. Obrigada por te teres cruzado no meu caminho.





*participação na bloggagem colectiva do blog Espaço Aberto, sob o tema: Dedique uma canção a quem você ama!

21 setembro 2010

10 setembro 2010

"á herros que naum têm descolpa"

Eu naum conçigo e dóime o curassão. Pior que ver os putos esquerver com "k" em ves de "c" e "x" em ves de "s", são os herros que voçês estam a ler agora.


Açério. Tenhão passencia! Aquerditem que tudo isto que estam a ler eu já vi escrito... por adoltos... Ainda agora, por esemplo, vi no feicebuk o seginte comentário:

"Arrepian-te, mas infelismen-te aconteçe"

A peçoa que o esquerveu naum conhesso, mas é um homem de serca de corenta anos...

Balhame deuze!!

{Irra que isto custou a escrever!!}

Agora que me dei conta que o que está acima me custou a escrever, desculpem lá mas acho que tenho que lhes tirar o chapéu!
Isto dá uma trabalheira desgraçada... não é qualquer um que consegue escrever assim, pá!

09 setembro 2010

o mundo e as bestas

O mundo é redondo.
 ***




Mas dentro dele cabem muitas bestas quadradas.




*imagem ilustrativa*





{coloquei ali a imagem do mundo com as bestas... mas as bestas são tantas e tão quadradas que deram cabo do mundo. e foram-se embora}


Tema Livre do mês de Setembro para a Fábrica de Letras

Obesidade Infantil vs Casa Pia

Estava eu a folhear um raio de um jornal diário por vários motivos: para ver se encontrava algum trabalho, para ver se existiam notícias que não falassem em mortos à queima-roupa num café da esquina, ou espancados, violados e assaltados ou outra dessas coisas que já sabemos de cor e salteado quando, na última página, me deparo com uma coluna de nome "A voz da razão" escrita por um colunista que não sei quem é. Vou ter que transcrever aqui o que o senhor JPC publicou para ver se vocês me ajudam a entender o ele quis dizer... (???). Então é assim:

"Casas Pias
O mundo conhece as sentenças do processo Casa Pia e eu dou por mim a pensar em crianças obesas. Estranha combinação?
Nem por isso. Aqui há uns anos, em tom grave e alarmado, 'especialistas' diversos surgiram nos jornais a defender o que Platão já tinha escrito na sua 'República' totalitária: que os filhos deixem de estar sob a alçada dos pais, de preferência se engordarem mais do que o estritamente necessário. A medida, como qualquer medida paranóica, pode ser apenas um começo. A prazo, adolescentes que fumem; que pratiquem sexo sem preservativo; que não façam jogging com fanatismo diário; e que não considerem o eng. Sócrates a melhor coisa que nos calhou na rifa centenária, poderão ser retirados da casa paterna e entregues a uma instituição do Estado que os trate condignamente. Como, por exemplo, a Casa Pia.
Verdade que, segundo os juízes, na Casa Pia, os 'filhos dos Estado' eram traficados e violados por máfias e tarados sortidos. Desconheço se ainda são. Mas antes isso do que a imagem repelente de uma criança obesa a pedir mais um hambúrguer."

Em destaque ainda tinha a seguinte "máxima":
"Antes a Casa Pia do que ter crianças obesas na família" 

Ora deixa ver se eu entendi...

...

...estou a pensar...

...

...pois acho que não...

E eu, Laura Maria, criada numa instituição e mãe de uma criança de 9 anos, pergunto: WTF??? 
É que não me ocorre mais nada... ou eu não sei o que é a obesidade ou o senhor não sabe o que é a Pedofilia... O_o


*Ps: Carolina: come, filha, come...!

01 setembro 2010

Miss Carolina do Sul - Stupid Girl

E responder à pergunta... concretamente?? Não??

Não sei. Não entendo. Isto há com cada cromo... esta gaja nem sabe o que está ali a fazer! E depois é assim:

- Sabendo que é um concurso de beleza
- Sabendo que a maioria delas são familiares da Barbie...

Como é que fazem uma pergunta destas???? Estavam à espera de quê?? Que ela soubesse responder?? Ah! Tenham dó! Burros são eles, que lhe fizeram a pergunta!!!!


::post it::

::beleza:: (6) ::carolina:: (8) ::imagina só:: (48) ::lala:: (45) ::lala::; dia de cão (2) ::pai natal sim ou não:: (2) ::pró natal:: (8) ...de pensador para pensador... (17) Abismo (3) Absmo (1) Actual (21) actualizações de amigos do facebook (4) Alberto Caeiro (1) aldeias s.o.s. (3) amor (4) amor de mãe (10) aniversário (2) Ano Novo (1) António Feio (1) blogosfera (3) cá dentro é assim (16) casa pia (1) coisas (21) coisas que fazemos com crianças quando não temos nada para fazer (1) condução (4) contos (1) contos de encontro (1) Conversas de Autocarro (1) Curiosamente (12) d'alma (15) desafio (16) desejos (1) dia da mulher (2) dia do pai (1) Diário do Autocarro 462 (1) Efemérides (1) ele há coisas que não lembram nem ao Menino Jesus (6) Elis Regina (1) ensaios (4) escrever (4) estava vazio (1) Estórias (10) Fábrica de Letras (18) Férias (2) festa (6) florbela espanca (1) frio de cão (1) futebol (1) gata Sofia (1) Histórias (6) In...side (10) Jack Johnson (1) joana (1) lapsus memorius (2) letras que saem tipo plim (12) maggie (1) Martinho da Vila (3) merdas (5) mundo (1) música (6) natureza (7) NHC (2) nós os pretos (1) O dia em pensamentos... (6) Oriflame (1) Paixão (1) português (4) Preconceito (1) preguiça doce preguiça (4) Profissionalismos (2) recordações (1) Religião e Espiritualidade (9) selos/prémios (2) sérgio desaparecido (2) sexo (1) silencio (1) Sou Criança (7) super blog awards (2) tema livre (1) trânsito (3) Transparência (1) Túlipas de Amorizade (5) Velhice (2) xutos (2) Zélio Fernandino de Moraes (1)